Fechar
  • Unidade Itaim
    (11) 3040-1100
  • Unidade Morumbi
    (11)3093-1100
  • Unidade Anália Franco
    (11) 3386-1100
  • Unidade Jabaquara
    (11) 5018-4000
  • Unidade São Caetano
    (11) 2777-1100

Notícias médicas


Confira as novidades que o São Luiz traz para você se manter sempre atualizado.

Administração: Projeto Gestão Eficiente de Recursos (GER)

10/08/2009

Prezado médico,

O Hospital São Luiz está em fase de consolidação de um modelo de gestão baseado na governança corporativa, construído em quatro importantes dimensões: pessoas, clientes, processos e finanças. O objetivo é implementar melhorias em todos os setores, construindo um negócio perene e sustentável. Na dimensão processos, vale destacar o Projeto Gestão Eficiente de Recursos (GER), conjunto de medidas que vai gerar ganho de rapidez e incremento na qualidade dos serviços através da aplicação dos conceitos Lean e 6Sigma, metodologia de aprimoramento de etapas de trabalho desenvolvida por grandes empresas como Toyota e Motorola.

Procedimentos ortopédicos nos centros cirúrgicos do Itaim e do Morumbi foram escolhidos para o projeto-piloto, que estuda medidas que agilizem o atendimento como um todo, desde o agendamento e a preparação do procedimento operatório, ao transporte de pacientes e processos de alta. O intuito é que, após o aprimoramento destes processos, os médicos otimizem seu tempo, fazendo mais cirurgias de uma forma melhor.

A compreensão e a participação do corpo médico são muito importantes para o sucesso do nosso projeto.

Confira, em forma de perguntas e respostas, uma síntese do que está sendo desenvolvido.

Denise Santos
Presidente do Hospital São Luiz


O que é Lean e 6Sigma?
Um conjunto de métodos usados no projeto de Gestão Eficiente de Recursos (GER) para identificar e eliminar desperdícios, aumentando a eficiência e a rapidez dos processos. O objetivo é fazer com que os procedimentos sejam mais rápidos e consistentes.

Onde será aplicado o projeto-piloto?
Inicialmente, a metodologia será aplicada nos processos relacionados às cirurgias ortopédicas (artroplastia parcial/total coxo-femural e do joelho, artroscopia do joelho simples ou com ligamento e artroscopia de ombro, cotovelo e tornozelo) nas unidades Itaim e Morumbi. Para isso, será estabelecida uma sala cirúrgica piloto em cada unidade. O projeto prevê também melhorias em áreas co-relacionadas, como a Central de Reservas, Central de Material Esterilizado (CME), Farmácia e Almoxarifado.


Como será aplicado?
Ações de melhorias envolvendo procedimentos ortopédicos nos centros cirúrgicos estão em desenvolvimento para, fundamentalmente, otimizar a organização. Serão analisadas todas as etapas do trabalho com o objetivo de identificar quais podem ser melhoradas. Um exemplo de aplicação estudado é a criação de um sistema que verifique com antecedência a necessidade de materiais e medicamentos para as operações – o que evitaria perda de tempo com buscas em estoque. Também estão sendo avaliadas, por exemplo, melhorias no transporte de pacientes, na alocação em salas de recuperação após o procedimento cirúrgico e na padronização do envio de documentação aos planos de saúde para cirurgias.

Quais os benefícios para médicos, pacientes e o hospital?
O projeto beneficiará todos os envolvidos no procedimento, pois irá atender com mais eficiência as necessidades de produtos, materiais e equipamentos para as cirurgias. Também agilizará os processos operatórios do início ao fim, eliminará erros e reduzirá esperas e desperdícios. O paciente perceberá a melhoria contínua – pois as ações incluem incremento na agilidade de sua liberação – e, consequentemente, atribuirá valor aos novos processos.


O projeto será expandido para outras áreas?
Após a aplicação em procedimentos ortopédicos nos centros cirúrgicos das unidades Itaim e Morumbi, o projeto será levado à unidade Anália Franco. Novas ações serão desenvolvidas em outros processos e setores da instituição.


Qual será o tempo de duração?
A implantação do projeto-piloto deve ser concluída em dezembro deste ano.

Como os médicos serão envolvidos?
Inicialmente, os cirurgiões que participarem do projeto-piloto serão envolvidos em uma pesquisa de satisfação do processo operacional das cirurgias ortopédicas, fluxos e medições. Os médicos participarão ativamente do projeto no momento em que as salas-piloto estiverem em funcionamento. Após isso, poderão perceber as diferenças decorrentes da implantação da metodologia Lean e 6Sigma, com atividades mais rápidas, enxutas e eficazes.



O projeto-piloto em procedimentos ortopédicos

O projeto-piloto é composto por ações para identificar, em diferentes tarefas, como é possível aumentar eficácia, minimizar erros e diminuir tempos gastos. Cada ação possui dois líderes, classificados como Yellow Belts, um na unidade Itaim e outro na Morumbi. Veja as etapas do projeto:

• Melhorar o processo de agendamento de cirurgias
• Reduzir dias de autorização junto às operadoras de saúde
• Implementar 5S (metodologia japonesa baseada em cinco sensos: de utilização, de ordenação, de limpeza, de padronização e de preservação e autodisciplina)
• Reduzir perda de cirurgias canceladas
• Criar conceito de supermercado de materiais e de medicamentos dentro da sala cirúrgica para agilizar a operação, bem como de supermercado de instrumentais na Central de Material Esterilizado (CME)
• Padronizar materiais e medicamentos junto às operadoras através de protocolos de autorização
• Melhorar o processo de transporte (para o paciente estar na sala cirúrgica na hora marcada)
• Reduzir tempo de preparo pré-operatório
• Melhorar o processo de liberação dos leitos (conscientizar o paciente sobre o horário de saída no dia da alta hospitalar)
• Reduzir tempo de troca e alocação de pacientes no leito
• Melhorar o processo de alta hospitalar
• Melhorar a recuperação pós-anestésica (otimizar o uso dos leitos de RPA e evitar a recuperação do paciente na sala cirúrgica)
• Reduzir o tempo de troca na sala cirúrgica (para aumentar horas disponíveis da sala)

Facebook Twitter DZone It! Digg It! StumbleUpon Technorati Del.icio.us NewsVine Reddit Blinklist Add diigo bookmark

Voltar Print

 

Curso Preparatório para Pais


Desde 1987, a Maternidade São Luiz oferece o Curso Preparatório para Pais voltado a turmas com número limitado de casais, em geral “pais de primeira viagem”. 

As aulas abordam questões relativas à gestação, nascimento e o bebê. O casal aprende como lidar com as mudanças físicas e psicológicas que ocorrem na gestação e pós-parto, a dar banho no bebê, trocar fraldas, fazer o curativo do umbigo e técnicas de aleitamento desde o primeiro dia até o retorno ao trabalho, entre outras coisas. 

A participação dos papais nas aulas é muito importante, pois eles vão aprender juntos os sintomas do trabalho de parto, o que levar para a Maternidade, quando dar entrada na internação (documentos, pedido de internação, prescrição médica, carteirinha de convênio, enxoval da mamãe e do bebê), além da atenção que se deve ter com a criança.


Programação do curso:
  • Modificações gravídicas e desenvolvimento do bebê intraútero;
  • Cuidados especiais durante a gravidez;
  • Sinais e sintomas do trabalho de parto;
  • Tipos de parto e de anestesias;
  • Cuidados no pós-parto;
  • Características e necessidades do recém-nascido;
  • Banho, troca de fraldas, curativo do umbigo;
  • Amamentação.



Serviços


Carga horária: 9 horas


Horário: sábados, das 8h às 17h30


Público-alvo: mamães e papais, indicado a partir do 7º mês de gestação



Inscrições por telefone

Unidade Itaim: (11) 3040-1649, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.
Unidade Anália Franco: (11) 3386-1315, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.
Unidade São Caetano: (11) 2777-1100 (com Concierge), de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.


Locais dos cursos



Unidade Itaim: Avenida Santo Amaro, 714, Itaim Bibi, São Paulo, SP.

Unidade Anália Franco: Rua Francisco Marengo, 1.312, Tatuapé, São Paulo, SP.
Unidade São Caetano: Rua Walter Figueiras, s/n°, Cerâmica, São Caetano do Sul, SP.




Atenção: o custo do curso não é coberto por nenhum convênio. As aulas incluem o uso de apostilas e recursos audiovisuais.