Fechar
  • Unidade Itaim
    (11) 3040-1100
  • Unidade Morumbi
    (11)3093-1100
  • Unidade Anália Franco
    (11) 3386-1100
  • Unidade Jabaquara
    (11) 5018-4000
  • Unidade São Caetano
    (11) 2777-1100

Editorial

Editorial

A  inda perdura, em alguns círculos, a concepção de que a Medicina cuida do corpo e, portanto, sua tarefa principal é curar as doenças que o acometem. Algumas reportagens desta sexta edição de SuaSaúde ajudam a mostrar que esse conceito tem de ser revisto.

 

Na seção especial, abordamos justamente um dos pilares dessa concepção – aquele que vê o corpo como algo separado da mente. Trata-se de uma ideia antiga, que fincou raízes a partir dos pensadores gregos, viu grande desenvolvimento com o francês René Descartes, ganhou força posteriormente com o alemão Immanuel Kant e floresce ainda hoje em diversas áreas do pensamento ocidental. Pesquisas recentes (inclusive usando ressonância magnética, tema da matéria de medicina avançada) têm mostrado que, ao contrário do que apregoa tal tradição, o cérebro e o restante do corpo são extremamente interligados.

 

Um entendimento mais abrangente das questões médicas tem pelo menos duas consequências importantes. Uma delas é a melhoria do diagnóstico, como fica claro na seção primeiros cuidados, que trata de um problema frequentemente superestimado, a dislexia (dificuldade de leitura, escrita e soletração). Não é raro que crianças que deem alguns tropeços normais nos primeiros anos de ensino fundamental – ou que apresentem problemas de outro tipo – sejam logo classificadas de disléxicas e sejam submetidas a medicação e rotulagem desnecessárias. Só uma avaliação ampla, que vá além de itens puramente fisiológicos, pode levar a uma análise correta.

 

Outra consequência é a preocupação com um número maior de fatores – por exemplo, os ambientais. Não por acaso, em planeta saudável mostramos como você pode se alimentar para melhorar sua própria saúde – e também a do planeta.

 

Essas concepções mais modernas implicam, no contexto hospitalar, a presença de uma gama variada de profissionais – e, sempre que necessário, um atendimento multidisciplinar, como o que procuramos oferecer em nossas unidades.

 

Boa leitura!