Fechar
  • Unidade Itaim
    (11) 3040-1100
  • Unidade Morumbi
    (11)3093-1100
  • Unidade Anália Franco
    (11) 3386-1100
  • Unidade Jabaquara
    (11) 5018-4000

Por que o São Luiz

 

O Hospital e Maternidade São Luiz há décadas vem sendo reconhecido por especialistas e pela comunidade como um dos melhores centros de saúde do Brasil. E não é por acaso. Desde a sua fundação, a prestação de serviços de alta qualidade e a utilização de novas tecnologias sem a perda do caráter humano do atendimento fazem parte do cotidiano de quem trabalha no São Luiz.

 

 

Um dos mais baixos índices
de infecção do país

 

O São Luiz se orgulha de manter um índice geral de infecção hospitalar de 2,3%, baixíssimo tanto para os padrões nacionais como internacionais. O norte-americano CDC (Center of Disease Control), um dos órgãos mais exigentes do mundo, trabalha com índice de 5%, semelhante ao padrão nacional. Essa conquista foi obtida graças à eficiente vigilância epidemiológica desenvolvida pelos membros do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH), uma assessoria técnica formada por enfermeiros e médicos especializados no tema, que atua em parceria com as demais áreas da empresa.

 

 

Centro Cirúrgico altamente equipado

 

Na área cirúrgica, o São Luiz tem feito investimentos para criar o ambiente mais adequado, com equipamentos de última geração e as melhores condições de assepsia. O Centro Cirúrgico da unidade Itaim, localizado no Bloco B, tem 18 salas equipadas para a realização de procedimentos de alta complexidade, como transplantes de rim, fígado, cirurgias cardíacas e neurológicas, bem como o da unidade Morumbi, com 13 salas, e o da Anália Franco, com mais 18 salas. O São Luiz é referência em cirurgias neurológicas, cardiovasculares, torácicas e transplantes, além de ser reconhecido como uma das principais maternidades do país.

 

 

Referência em Maternidade

 

A Maternidade do São Luiz (Itaim e Anália Franco) possui uma completa equipe multidisciplinar e dispõe de atendimento pioneiro com distribuição de berçários setoriais, além de apartamentos e suítes individuais, onde as gestantes recebem todos os cuidados necessários, da internação ao pós-parto, com o conforto de uma hotelaria hospitalar de primeira linha.

 

 

O Centro Obstétrico tem uma equipe multiprofissional, sete salas para partos, três salas para cirurgias ginecológicas, nove salas pré-parto, salas de recuperação pós-anestésica e de reanimação de recém-nascidos. A equipe de pré-parto dá suporte a todas as gestantes através da monitorização fetal e materna.


No Centro Obstétrico são feitos partos normais, a fórceps ou cesarianas e, em cada sala de parto, existe um berço aquecido para recepcionar e identificar o recém-nascido. Após o nascimento, todos os dados do bebê, tais como data e hora, tipo de parto, sexo, peso e Índice de Apgar (nota de 0 a 10 avaliando as condições de nascimento do bebê), são anotados no cartão de neonatologia, no prontuário materno e no do recém-nascido. Após a realização do procedimento cirúrgico, a paciente é encaminhada para a Recuperação Pós-Anestésica (RPA) ou para seu apartamento, caso não tenha usado anestésicos, recebendo todos os cuidados médicos e de enfermagem importantes.

 

 

 

Referência em Neonatologia e UTI Neonatal

 

A unidade Itaim tem um conceituado serviço de Neonatologia, referência na América Latina, realizado por uma equipe que trabalha em conjunto há mais de 20 anos, formada por fisioterapeutas, cardiologistas, neurologistas, ortopedistas, fonoaudiólogos, psicólogos e uma equipe de enfermagem constantemente reciclada. A mãe participa ativamente dos cuidados com o bebê, inclusive em pequenos serviços de enfermagem.

Com a implantação da unidade de Medicina Fetal em 1996, os problemas diagnosticados no intra-útero passaram também a ser tratados, bem como bebês de alto risco, com o mesmo nível técnico e científico encontrado nos países mais avançados nesse campo.

Assim como a Maternidade, a UTI Neonatal do São Luiz, área responsável pela internação de recém-nascidos, principalmente de prematuros, é referência nacional. A unidade Itaim, por exemplo, tem capacidade de 55 leitos (um de isolamento e os demais divididos em oito salas), e oito médicos são responsáveis exclusivamente por este setor, formado também por supervisores e técnicos de enfermagem, cardiologistas, neurologistas, ortopedistas, fisioterapeutas e outros profissionais altamente qualificados.

O Hospital se diferencia dos demais porque agrega a capacitação das equipes multidisciplinares envolvidas na UTI à alta tecnologia dos equipamentos e a um trabalho de acompanhamento do desenvolvimento posterior dos bebês com problemas. O São Luiz realiza todos os serviços seguindo os padrões internacionais de qualidade, o que garante o alto nível de atendimento e melhor qualidade de vida para a criança e para a mãe.

 

 

Tecnologia de ponta

 

As diversas áreas das quatro unidades do São Luiz contam com equipamentos de última geração. Na prática, isso significa maior precisão nos diagnósticos e procedimentos, maior conforto e tratamentos ainda mais eficientes. 

 

 

Atendimento diferenciado

 

Respeito, atenção e responsabilidade. Desde a época em que dispunha de apenas uma dezena de leitos, o São Luiz oferece um atendimento de excelência aos seus pacientes. Para que esse padrão de qualidade seja mantido, toda a equipe passa por constantes cursos de aperfeiçoamento.

 

 

Hospital Oficial da Fórmula 1

 

Em 2001, o São Luiz foi eleito o Hospital Oficial do Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1. Desde então, vem se consolidando como Hospital do automobilismo, com tecnologia de ponta, a mais absoluta precisão e o pronto atendimento que o esporte exige. Ao assumir o atendimento médico do Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1, o São Luiz deu início a uma estrutura inédita de atendimento, com treinamentos específicos a médicos, bombeiros e equipes que atuam na assistência médica no circuito. Em avaliação feita em 2005, sua atuação foi eleita pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA) como a melhor de todo o GP Mundial de Fórmula 1. O São Luiz também está presente desde 1998 no atendimento das categorias do Campeonato Brasileiro da Stock Car nas etapas paulistas.

 

 

UTI

 

O São Luiz dispõe de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) que contam com equipes clínicas e de enfermagem especializadas no atendimento a casos graves e pós-operatórios. Nessas unidades, como em todo o Hospital São Luiz, os aparelhos utilizados são de primeira linha.

 

 

Acomodações

 

Todos os quartos das unidades de tratamento do São Luiz atendem a exigentes critérios de qualidade e conforto, dispondo de ar-condicionado, frigobar, telefone, cama eletrônica, televisão a cabo e internet sem fio.

Apartamentos
Todos os apartamentos do Hospital São Luiz são mobiliados para oferecer o melhor conforto ao paciente e a seu acompanhante. O São Luiz não possui enfermaria e os aposentos são individuais.
Os apartamentos do hospital do São Luiz têm: TV a cabo com controle remoto, acomodação para acompanhante (recambier), poltrona, mesa para refeições, frigobar, armário e banheiro.

Suítes Executivas
As suítes executivas do hospital do São Luiz (apenas na unidade Morumbi) têm: TV LCD a cabo e com controle remoto, acomodação para acompanhante (recambier), poltrona, mesa para refeições, frigobar, armário, banheiro, antessala com TV e jornal diário.

 

 

Alimentação especial

 

No São Luiz, o paciente é tratado integralmente desde o momento em que se interna até o recebimento da alta. E, claro, um dos pontos mais importantes desse tratamento é a alimentação. Em todas as unidades do São Luiz, as refeições servidas são especialmente preparadas para cada tipo de necessidade, seguindo o Manual de Dietas do Hospital São Luiz.

A finalidade básica dessa dietoterapia – ciência que estuda e aplica a dieta como princípio terapêutico – é ofertar ao organismo debilitado nutrientes adequados ao tipo de doença, condições físicas, nutricionais e psicológicas do paciente, conservando ou recuperando o seu estado nutricional.

Características das dietas e indicações
As dietas terapêuticas podem ser definidas como modificações quantitativas e qualitativas da dieta normal:

  • Mudança na consistência dos alimentos (dieta geral, branda, pastosa, leve e líquida);
  • Aumento ou diminuição no valor energético (dieta hipocalórica ou hipercalórica);
  • Aumento ou diminuição de nutrientes (dieta hipossódica, laxativa, com resíduos mínimos);
  • Exclusão de alimentos específicos (por exemplo, isenta de glúten);
  • Ajustes na proporção e equilíbrio de proteínas, gorduras e carboidratos (dieta para diabéticos, hipoproteica, hipolipídica).

Em geral, o paciente recebe cinco refeições ao dia: desjejum, almoço, lanche da tarde, jantar e lanche noturno. Em casos em que é indicado um maior fracionamento, são incluídas refeições intermediárias.

 


Páginas relacionadas